• Victor Nunes

E-mail Marketing e a venda implícita


Não pense no uso do e-mail só como precursor de uma ação de vendas. O fato é, dificilmente esse tipo de e-mail vai ser aberto no final do dia.


O e-mail acima de tudo tem que ser visto como uma forma de se relacionar com o consumidor ou cliente.



Para o LEITOR que lê este pequeno artigo na data de publicação, em breve teremos as comemorações de virada de ano - E uma mensagem humanizada e simples tem muito mais eficácia com a taxa de abertura.


Vejamos com o exemplo:


O Título


É evidente que o conteúdo presente no mensagem de título "Separamos uma oferta especial para você, Victor", ou outras possíveis mensagens como frete gratuito ou 2 por 1 revelam uma intenção de venda por parte da empresa, diferente da segunda mensagem que possui um caráter mais passivo.


O porquê da segunda mensagem obter uma maior taxa de abertura é simples; Ela é sobre mim ou sobre você, enquanto que a primeira, é sobre a empresa e a oportunidade de vender mais.


A Mailchimp revelou em um Benchmarking de Outubro de 2019 que a taxa de abertura em média dos e-mails de marketing é de 21,33%.


A Convince and Convert nos mostrou que 33% dos leitores abrem o e-mail levando em consideração apenas o título.


Enquanto que a personalização, de acordo com a Campaign Monitor, aumenta a taxa de abertura em 26%.


O Corpo


Pronto, esse é o corpo da mensagem, simples como no print acima. “No strings attached”; Isso é, sem nenhuma pegadinha ou condição especial. Investir em uma mensagem “gratuita” hoje, pode e deve trazer dividendos futuros.


Para sair da média dos 21,33% de abertura (De acordo com o Benchmarking da Mailchimp mencionado acima); Sua empresa deve criar uma relação de confiança com o seu cliente. Para isso, é preciso mostrar através de algumas diretrizes que você se preocupa de fato com o seu parceiro e possui uma relação de cumplicidade.


Então, utilize essas 4 diretrizes para escrever seu e-mail de relacionamento:


Simplicidade

Escreva o texto sem recursos visuais, CTA ou outras formas de interlocução que pareçam ser automatizadas.


Pessoalidade

Fale pela empresa, mas procure clarificar as pessoas envolvidas naquela mensagem individualmente.


Gratidão

Agradeça pela lealdade do cliente, demonstre o quão ele é importante para você.


Gratuidade

Não solicite nada ou ofereça nada em troca. O e-mail também não deve ser acompanhado por nenhum outro comercial.


De novo, é muito importante que essa mensagem não seja procedida de uma tentativa de venda. O cliente deve compreender que a sua empresa realmente se preocupa com o mesmo. Assim, no próximo e-mail que você tiver REALMENTE aquela condição especial win-to-win, aquele seu consumidor que se sentiu acolhido com o obrigado anterior, vai acreditar na relevância da mensagem comercial.



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo