• Victor Nunes

O que o LastPass nos ensinou sobre o cliente


Como medida programada para o dia 16 de Março; O LastPass, serviço de gerenciador de senhas desenvolvido pela LogMeIn, optou por realizar duas alterações na até então licença Freemium (modelo de negócio em que um produto ou serviço proprietário é oferecido gratuitamente, mas alguma quantia em dinheiro é cobrada de usuários premium para obterem recursos adicionais, funcionalidade ou bens virtuais). Tais alterações causaram descontentamento em boa parte de seus clientes.


Antes de explicar essas mudanças, acho justo explicar um pouco melhor o que é o LastPass, para aqueles que nunca tiveram contato. Similar ao serviço da Apple, por exemplo, que guarda as senhas no iCloud, ou semelhante ao próprio cofre do seu navegador web, que facilita o login naqueles sites mais utilizados, o serviço da LogMeIn, o LastPass, é amplamente utilizado como alternativa por possuir alguns adicionais valorizados entre seus usuários - até mesmo na versão gratuita.

Algumas dessas vantagens são:

  • Acesso ao cofre por uma senha mestra e autenticação de duplo fator. Em outras palavras, seu acesso não está atrelado a nenhum aplicativo terceiro.

  • Overlay opcional sobre o aplicativo em primeiro plano. Isso é, um recurso de autocompletar senhas na tela do smartphone e computador.

  • Melhor organização sobre suas informações salvas (Usuário, senha e informações adicionais).

  • Troca automática de senhas - Permitindo se livrar de qualquer acesso possivelmente comprometido.


Em meio a todas essas vantagens, é comum que os usuários desse cofre e seus concorrentes diretos no mercado não consigam abdicar de suas funcionalidades após o primeiro uso.


O LastPass que até então fazia dinheiro vendendo sua versão Premium ou licenças alternativas, como Familiar ou Empresarial, decide dar um grande passo para uma maior monetização. A alteração na versão Freemium programada para o dia 16 de Março, que falamos no começo, é basicamente fazer com que o usuário escolham um tipo de dispositivo para o uso do cofre de senhas. Entenda o tipo de dispositivo como Computadores ou Smartphones. Ou seja, com tal mudança, o usuário deverá selecionar o que mais convém e ser restringido do uso no outro. Bom, acredito ser bem óbvio que a maioria esmagadora faz uso dessas duas interfaces, concorda? Ademais, uma outra restrição também vai entrar em vigor. Os usuários gratuitos terão direito apenas ao suporte básico, que inclui a Central de suporte e a Comunidade.


Com isso tudo acontecendo, o LastPass basicamente deu duas alternativas para os seus usuários: Pague ou Deixe de Usar; Pode parecer exagero, mas a interação entre dispositivos é um recurso-chave que foi “blocado” de um plano amplamente utilizado.


Em pesquisa do site Android Authority, que obviamente, só representa os usuários de Android; dos 7.500 respondentes, 82% responderam que com as mudanças irão migrar para a concorrência. Enquanto que 8,30% farão uso da versão Premium.


Segue o gráfico com link externo para a pesquisa:


Bom, com base na pesquisa, tomei a liberdade de extrair e passar o que aprendi:


A Primeira Lição para a LogMeIn é, qualquer alteração em recurso-chave deve ser amplamente discutida antes de ser executada, principalmente quando envolve cobrança adicional. Não tem nada errado em cobrar mais pelo seu serviço. Porém, tal cobrança deve ser realizada em recursos menos utilizados ou em novas features imperdíveis (com grande diferencial de usabilidade). E não com algo que seja impeditivo para o uso pleno da aplicação.


A Segunda Lição é, o cliente gratuito é basicamente um prospect dentro de casa, ou possível comprador em fase final - Alguém que já conhece o produto e que diferentemente dos demais, tem muito mais chances de ser monetizado. Ao adotar essa medida, o LastPass liberou vários usuários para conhecer a concorrência, perdendo eventuais compradores.


Em suma, na minha concepção, a empresa adotou uma medida arriscada e que comprometeu vários clientes. Apesar de não ter entrado diretamente na estatística, sou mais um ex-usuário que migrei para a concorrência (já feliz com ela, por sinal).



E você, leitor, utiliza algum gerenciador de senhas? O que achou dessa medida adotada pelo LastPass?

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo